sábado, 6 de novembro de 2010

LEITE DERRAMA TENSÃO NO COMÉRCIO PALMEIRENSE


IMAGEM: EDSON SILVA - Não bastasse o caos que assola nossa cidade, a presidenta da Câmara Municipal de Palmeira dos Índios, Maria Souza de Queiroz, a (Maria do Leite) como diz o ditado popular, na surdina, criou nessa última sessão ordinária, uma lei, cujo projeto era implantar um camelódromo em pleno centro comercial. 
Discutido e rapidamente aprovado por oito edis, só não teve uma  aprovação unânime, porque no dia da votação, faltaram os vereadores Marta Gaia e França Júnior. 
Parabéns, Palmeira está bem servida por seus representantes municipais. 

A presidenta foi criticada por não procurar as entidades constitucionais CDL, SINDILOJAS e ASSOCIAÇÃO COMERCIAL, que respondem pela situação comercial do município, desrespeitando essas entidades e passando por cima da lei, que é inconstitucional. 
Comerciantes, ao tomarem conhecimento da arbitrariedade criada pela presidenta, se sentiram lesados, traídos, e indignados pela atitude tomada. 
Procuraram a presidenta da Câmara de Dirigentes Lojistas, Luciana Delgado, para que a mesma tomasse as devidas providências contra a decisão prepotente e arbitrária da presidenta da Câmara Municipal. 
De imediato, constituíram advogado para entrar com uma ação contra esse projeto criado pela Maria do Leite, para anular essa lei criada por ela, e que foi aprovada por todos os oito vereadores,  induzidos à aprovarem uma lei inexistente. 

Nenhum comentário: