sábado, 27 de dezembro de 2008

O CORDELISTA DO AÇUDE DO GOITÍ


Antonio Correia Nunes, 55 cordelista paulista, mas que nasceu em Palmeira dos Ìndios, nos descreve seus versos que fez sôbre o Açude do Goití.

É o açude da praça, que está nos assustando, uma piscina de graça que está nos destruindo, juro que não é engano, entra ano, e sai ano, ele tá ganhando fama. Esse açude, é o símbolo dessa nossa geração, vamos tomar uma atitude, assim não tem geito não. É um tal de afogamento, levando toda semente da Princesa do Sertão. O açude é conhecido em todo nosso sertão, com um criatório de peixe, o maior da região. Esses peixes são tratados dando conta do recado, é nossa alimentação! A vida é sempre assim, pagamos nossos pecados, não sou contra a política, que trabalhe sem maldade. Use a inteligencia proteja nossa gente da alta sociedade. Antonio Correia

Nenhum comentário: