terça-feira, 10 de novembro de 2009

PADRE AFASTADO COMETE SUICÍDIO

IMAGEN: EDSON SILVA
D. Dulcênio, afastou de suas funções padre "TITO" como era conhecido.

A Igreja Católica está de luto. Cometeu suicídio nesta terça-feira 10, o Padre Ivanilton de Assis 35, conhecido como "TITO", pároco da Igreja São Francisco, bairro nobre da cidade. Meses atrás o reverendo foi detido pela Polícia Militar portando um revólver calibre 38 encontrado no porta mala do seu veículo. Conduzido a delegacia de plantão da capital, em seu depoimento alegou que portava aquela arma para sua própria defesa. Ouvido pelo delegado, foi autuado por porte ilegal de arma, em seguida liberado para responder processo em liberdade. Não gostando do comportamento do padre, o bispo diocesano de Palmeira dos Índios, D. Dulcênio Matos, de imediato afastou de suas funções sacerdotais. Indignado com a atitude do bispo, contrariando as determinações do seu superior, Ivanilton tomou rumo a desobidiência, levando em seguida ao suicídio. Socorrido por populares, levado as pressas para a emergência do Hospital Santa Rita, seu corpo chegou em óbito, com sinais de envenenamento. O Dr. Davi Tenório tentou reanimar, fazendo manobras de ressuscitação mais não obteve êxito. O padre teve como causa morte parada cardiorespiratória, afirmou o médico. Em seguida liberou o corpo e encaminhou para o IML para necrópsia e sepultamento.

Um comentário:

carollsanches disse...

Muita gente no velório do pare, parece que era querido por ai.