domingo, 18 de janeiro de 2009

MENTINDO PARA A SOCIEDADE PALMEIRENSE

Foto: Edson Silva
As divergencias entre proprietários de terras e indios Chucurú-Karirí fez com que surgisse um clima tenso nesta cidade. Segundo os proprietários de terras, e não latifundiários, como são considerados, pelos que se dizem índios, (que na realidade são caboclos) isso foi uma invenção do escritor Luiz B. Torres, já falecisdo, anos atrás, querer nomear caboclos como índios, deixou toda essa confusão para os palmeirenses. Tão provado, que depois que surgiu essa onda de indígenas na cidade, andaram distribuindo milhares de carteirinhas de indios pela região. A culpa até o momento não se sabe de quem, mais que andaran distribuimdo, andaram. Mais vergonhoso ainda é que a filha do poderoso cacique Manoel Celestino, (na foto de cocar) Graciliana, tem registrado no cartório da cidade, 250 tarefas de terras em seu nome. Há indios que tem mais terras, do que qualquer outro proprietário na região, vergonhoso para uma tribo que vivem mendigando terras para ficar em seu poder, nada produzem na mesma, mas que vivem brigando e tentando tomarem as terras dos seus verdadeiros proprietários. Vale salientar que da estátua do cristo do goití, as antenas das emissoras de rádios e tv, implantadas nessa área, com certeza serão cobradas por eles uma taxa de ocupação, pelos supostos índios invasores.

Nenhum comentário: