sexta-feira, 30 de abril de 2010

MISSA CELEBRADA SÔBRE COMOÇÃO

IMAGENS: EDSON SILVA  -  A celebração da missa de 7º dia de falecimento do ex-prefeito e deputado federal, Albérico Cordeiro celebrada nesta quinta-feira 29, pelo monsenhor Odilon Amador dos Santos, realisada com grande comoção, por inúmeras pessoas que se fizeram presentes, superlotando a Catedral Diocesana de Palmeira dos Índios. Compareceram vários políticos, os palmeirense: Marta Gaia, Maxuel, e Jaime Farias. Os ex-deputados: Célia Rocha e Alves Correia.  Amigos, correligionários, eleitores, e grande massa que gostavam e apoiavam e admiravam a administração de Cordeiro. Na oportunidade foram distribuidos camisas, panfletos e livros sôbre a vida pregressa do ex-prefeito de Palmeira dos Índios. O irmão de Alves Correia, Neno Correia leu para o público toda trajetória de vida de Cordeiro, filho do saudoso  Zé Barracão do Pilar, destacou que o ex-prefeito e deputado federal foi inserido na política Nacional através do ex-governador de Alagoas, Divaldo Suruagy em 1978, surpreendendo os políticos alagoanos. Ao ser eleito como Deputado Federal com uma votação expressiva, foi considerado em Brasília como um dos mais combativos que atuaram  na Câmara Federal, defendendo sempre os interesses de Alagoas, e por seu slogam "Cordeiro Trabalha". Lembramos nesse momento não a dor da separação, mais sim, a felicidade de seu reencontro com Deus. Alves Correia lembra sua trajetória e andanças com Cordeiro, suas gargalhadas estridentes que marcavam sua presença e identificação quando passava nos municípios do estado. Como prefeito de Palmeira, Cordeiro trouxe várias entidades e orgãos estaduais como por exemplo, Corpo de Bombeiros, Sesc Ler, entre outros que a cidade não dispunha em outras gestões, talvês por pura ignorância de seus administradores.

Nenhum comentário: